in

Acionistas da Nissan decidem destituir Carlos Ghosn do conselho da empresa – Jovem Pan FM

Agência EFEO brasileiro Carlos Ghosn foi preso mais uma vez no último dia 3 de abril

A junta de acionistas da Nissan Motor aprovou nesta segunda-feira (8), por maioria, a destituição do ex-presidente Carlos Ghosn como conselheiro da companhia. O empresário esteve à frente do cargo nos últimos 20 anos.

Além da destituição de Ghosn, foi aprovada também a retirada como conselheiro de Greg Kelly, ex-diretor próximo a Ghosn. Ele é considerado peça-chave nas irregularidades das quais o agora ex-executivo é acusado.

A Nissan destituiu Ghosn como presidente em 22 de novembro de 2018, três dias depois que ele foi detido em Tóquio por suposta fraude fiscal. O empresário, no entanto, continuava fazendo parte do Conselho de Administração até a ratificação da decisão desta segunda-feira. A decisão foi anunciada pelo diretor-executivo da Nissan, Hiroto Saikawa, em uma junta extraordinária de acionistas realizada em Tóquio que durou aproximadamente três horas e foi transmitida ao vivo pela companhia na internet.

Durante a reunião, na qual falaram mais de 20 acionistas, foram abordadas diferentes questões: desde as irregularidades financeiras de Ghosn em si, até o papel desempenhado pelos membros atuais da junta e seu futuro. Nesse sentido, Saikawa manifestou sua intenção de continuar à frente da companhia para “minimizar a incerteza na empresa e o efeito na Aliança” Nissan-Renault-Mitsubishi Motors, e não considerar sua saída até recuperar “a estabilidade”.

O executivo disse que o prejuízo causado por Ghosn “é grande” e não será solucionado da noite para o dia, e afirmou que a Nissan está considerando processar o ex-presidente em busca de uma compensação. Ao ser perguntado sobre se a empresa tem intenção de pagar a aposentadoria de Ghosn, Saikawa declarou: “Não queremos pagar. Agora temos que ver o que podemos fazer judicialmente”.

A Renault decidiu na semana passada retirar de Ghosn o grosso de seus direitos de aposentadoria, após considerar que ele realizou “práticas contestáveis” à frente da companhia, descobertas durante a investigação interna aberta por conta dos inquéritos japoneses.

*Com informações da Agência EFE

Fonte Oficial: https://jovempan.uol.com.br/noticias/mundo/acionistas-da-nissan-decidem-destituir-carlos-ghosn-do-conselho-da-empresa.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Segredos dos Famosos.

Comentários

Di Ferrero arrasa na estreia do Show dos Famosos – O Fuxico

Movimento ageless é inspiração para nova coleção da Matri – Moda – Glamurama