in

Brasileiros em Paris relatam perplexidade diante de incêndio: ‘Fumaça tomou o céu’ – Jovem Pan FM

Incêndio destruiu parte da estrutura da Catedral de Notre-Dame na tarde desta segunda-feira (15). Ainda não se sabe o que originou as chamas

EFEDe acordo com os relatos, a fumaça tomou o céu e foi vista em diversos pontos da cidade

O incêndio que atingiu a catedral de Notre-Dame, em Paris, nesta segunda-feira (15) surpreendeu diversos brasileiros que estudam, trabalham e moram na cidade. A Jovem Pan conversou com alguns para saber detalhes do que eles presenciaram.

De acordo com os relatos, a fumaça tomou o céu e foi vista em diversos pontos da cidade. Embora o barulho e o tráfego de veículos tenha sido intenso, não foram registrados tumultos ou correrias. Ainda não há informações sobre vítimas.

“Estava difícil manter os olhos abertos”

“Eu soube do incêndio por volta das 19h (horário local), quando recebi a foto de um colega que mostrava a catedral toda cheia de fumaça ao redor. Eu não estava lá [na catedral], mas da onde estava eu tinha uma visão de frente para Notre-Dame. Eu não conseguia ver o incêndio, mas vi muita fumaça sobre os edifícios, muito barulho, carro de bombeiros passando, muitos policiais, além de muito turista também. Tinha uma grande concentração de pessoas fazendo foto e vídeo. Quando consegui me aproximar, estava até difícil de manter os olhos abertos porque tinham cinzas que caíam o tempo todo. Ainda está pegando fogo. Não vi correria, apesar do tumulto, está tudo calmo na medida do possível”.

Nathalia Garcia, 30 anos, jornalista, paulistana, mora há 1 ano e 8 meses em Paris

 

“É uma região complicada de chegar”

“Eu tinha acabado de chegar em casa quando vi no Twitter a foto de Notre-Dame pegando fogo, isso era por volta das 19h. Minha primeira reação foi ‘isso não está acontecendo’. É muito absurdo pensar que uma igreja tão visitada, que está numa posição central da cidade está pegando fogo. É um soco porque há oito dias eu e minha esposa estivemos lá. Fomos tirar uma foto em frente e acabamos entrando. Ainda estamos meio sem saber o que fazer, por um lado eu queria sair correndo, mas por outro o que eu vou? Só vou atrapalhar a tentativa dos bombeiros de chegarem lá. (…) É uma região bem complicada de chegar, tem muitas ruas estreias por ali”.

Tiago Peczenyj, 39 anos, programador, porto-alegrense, mora há 4 anos em Paris

 

“A fumaça tomou o céu”

“Eu moro relativamente perto a Notre-Dame, consigo ver a igreja perto da minha casa. Eu não estava no local, mas passo quase todo dia em frente, hoje não passei. Uma pessoa do Brasil me mandou mensagem perguntando o que estava acontecendo e quando abri a janela vi que a fumaça tomou o céu. Tinha muita fumaça vindo da igreja. Vi muitos carros de bombeiros passando, até agora estão passando. Na Páscoa acontece um dos maiores eventos lá, é um local muito importante para os franceses, o monumento mais visitado da Europa”.

Beatriz Brasiliano, 26 anos, advogada, carioca, mora há 1 ano e oito meses em Paris

 

“Os bombeiros trabalham para retirar as obras de arte”

“É um símbolo da cidade. Mas para mim, como católica, é mais chocante ainda. Apesar de ser a catedral, quando você vai à missa toda semana, você sempre vê as mesmas pessoas, então é diferente, é a sua casa espiritual. O incêndio começou às 18h50 (hora local) e agora já são 21h. Agora os bombeiros trabalham pra retirar as obras de arte, é muito triste, a cidade toda está perplexa.”

Diana Figueiredo, 35 anos, jornalista, carioca, mora em Paris desde dezembro

Fonte Oficial: https://jovempan.uol.com.br/noticias/mundo/brasileiros-em-paris-notre-dame.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Segredos dos Famosos.

Comentários

Kaysar se emociona durante bate-papo com Faustão. Saiba mais! – O Fuxico

Susana Vieira defende Paula, vencedora do BBB19: ‘Certa’ – O Fuxico