in

CEO do Flamengo não vê relação de falta de alvará com incêndio: ‘Não tem nada a ver’ – Jovem Pan FM

EFEReinaldo Belotti, CEO do Flamengo, falou à imprensa neste sábado (9)

Sem responder perguntas dos jornalistas, o CEO do Flamengo, Reinaldo Belotti, fez um pronunciamento à imprensa neste sábado (9). O dirigente afirmou que a falta de “licenças, alvarás, multas, não têm nada a ver com o acidente que ocorreu”. Na sexta-feira (8), um incêndio matou 10 atletas das categorias de base do clube.

“Nós temos algumas providências a serem tomadas para tornar o CT plenamente legalizado. Estamos trabalhando arduamente nisso com o Corpo de Bombeiros. De qualquer maneira, os alojamentos modulares foram implantados em 2011. Só queria lembrar os senhores que, por esse alojamento, passaram vários times titulares do Flamengo, jogadores consagrados como, por exemplo, Ronaldinho Gaúcho, Vágner Love, e outros (…) Foi utilizado também pela Seleção olímpica de futebol do Brasil”, explicou Reinaldo.

Ele ainda ressaltou que o local “não era um puxadinho, mas um alojamento”. “A verdade é que aconteceu um acidente trágico. Não foi por falta de investimentos do Flamengo. Afinal de contas, eles eram o nosso maior ativo, o nosso futuro e prezamos muito por isso. Não poupamos esforços em dar o melhor para o nosso pessoal”, garantiu.

O CEO disse que, agora, o clube trabalha para “atender os familiares, atletas feridos e os que foram enviados para casa”.

Causa do acidente

De acordo com Belotti, o Corpo de Bombeiros trabalha com a hipótese de que picos de energia tenham interferido no funcionamento do ar-condicionado. Ele também citou as fortes chuvas que geraram caos no Rio de Janeiro na semana passada.

“Esses atletas estavam de férias, e fizemos uma manutenção em todos os sistemas de ar-condicionado. Temos registrado. Nesta semana se abateu no Rio de Janeiro praticamente um furacão. A região de Vargem Grande foi muito atingida. O que sabemos é que entre a noite de quinta (7) e o meio-dia de sexta-feira (8) aconteceram vários picos de energia. Fomos vítimas disso, inclusive, na reunião que fizemos lá após o incêndio. A perícia do Corpo de Bombeiros nos disse que o problema começou no ar-condicionado. E ninguém sabe porque aconteceu lá. Os aparelhos estavam em perfeita ordem. A suposição existente é a de que os picos de energia tenham influenciado no funcionamento regular e ocasionado o incêndio”, afirmou.

Comunicado da Prefeitura

A Secretaria Municipal de Fazenda do Rio de Janeiro informou, neste sábado (9), que o Flamengo pagou 10 das 31 multas aplicadas pelo órgão por irregularidades no Centro de Treinamento do Ninho do Urubu.

Em nota, a secretaria explicou que, por questões de sigilo fiscal, não pode divulgar os valores das multas. A primeira foi aplicada em 20 de outubro de 2017 e a última aconteceu em 14 de dezembro do ano passado.

“A Secretaria Municipal de Fazenda atuou de forma diligente e tentou fechar o CT ao longo de 14 meses, mas as determinações dos fiscais da Fazenda foram ignoradas”, diz a nota.

Bombeiros

O Corpo de Bombeiros Militares do Rio de Janeiro (CBMERJ) informou que o CT do Flamengo não estava com a documentação regularizada. De acordo com a corporação, o local não possuía o Certificado de Aprovação (CA) – que atesta que a instalação está de acordo com a legislação vigente no que diz respeito a dispositivos contra incêndio.

Fonte Oficial: https://jovempan.uol.com.br/esportes/futebol/ceo-do-flamengo-nao-ve-relacao-de-falta-de-alvara-com-incendio-nao-tem-nada-a-ver.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Segredos dos Famosos.

Comentários

Nick Cannon critica Kylie Jenner como influencer – O Fuxico